Conheça os componentes – Parte 2 – Canotes

Canotes

O canote de selim é um importante componente, responsável por fazer o primeiro ajuste do tamanho do quadro a altura do ciclista.

Os canotes podem ser componentes simples, como os modelos encontrados nas bicicletas de entrada, um tubo que utiliza um dispositivo de aperto para o selim, responsável pela regulagem de ângulo, conhecida como “castanha”, ou modelos mais sofisticados e leves conhecidos como canote com “mesinha ou carrinho”.

img-Canotes_Castanha

Os canotes com o dispositivo “castanha” de fixação do selim, são os mais comuns, e ainda dominam o mercado de canotes simples.

img-Canotes_Tipos

Diâmetro e tamanho

Os canotes podem variar na altura e no diâmetro, pois atendem uma diversidade enorme de quadros, e cada fabricante de bicicleta escolhe seus canotes de acordo com a modalidade e estilo da bicicleta. Os conotes trazem gravado a medida de seu diâmetro em milímetros, e as mais comuns são o 22,2mm, conhecida como 7/8”, a 25,4mm que é muito usada nas Road Bike e Fixas, a 27,2mm, padrão para a maioria das bikes com quadros de alumínio e carbono, e as grandes medidas, escolhidas pelos fabricantes por motivos estéticos ou estruturais, tais como o 30,9mm, 31,6mm,  e o gigante 33,9mm.
A extensão dos canotes fica entre 35 e 40cm, mas nas bikes dobráveis ele pode ter 58cm, pois durante a dobra ele se apoia no chão, permitindo que a bike para em pé.

img-Canotes_Medida_Diametro

Todos os canotes com carrinho trazem a medida de seu diâmetro gravada na parte de baixo da peça.

img-Canotes_Medida_Paquimetro

Quando a medida do canote está ilegível, use o paquímetro ou a trena para descobrir o seu diâmetro.

img-Canotes_Medida_Trena

Para saber a medida do canote basta olhar a gravação na parte de baixo da peça, mas se ela estiver ilegível, use um paquímetro nele ou uma régua ou trena sobre o Seat Tube (tubo onde vai o canote no quadro).

img-Canotes_Bike_Dobravel

Com grande variedade no diâmetro, a maioria dos canotes tem entre 30 e 40 cm de comprimento, menos este das bikes dobáveis, com quase 60cm.

Materiais de construção

Os canotes são fabricados em ferro, alumínio, materiais compostos como alumínio e carbono, ou integralmente em carbono. Alguns canotes para bicicletas de competição, fabricados em alumínio, podem ser mais leves que os modelos em carbono, pois a espessura de sua parede é muito fina, e as peças da cabeça (parte que segura o selim), usinadas em CNC. Para oferecer preços competitivos, alguns fabricantes de canotes de carbono elaboram seus modelos com muitas camadas, tornando-os fortes e seguros mas com peso similar aos modelos produzidos em alumínio.

Formatos e funções

Os canotes de carrinho utilizam geralmente 1 parafuso Allen para fixação do selim em seu suporte, e o ajuste de ângulo é obtido movimentando os suportes gradativamente, pois eles possuem ranhuras de encaixe. Algumas vezes, o salto ente uma ranhura e outra não permite posicionar o selim no ângulo desejado, devido a diversos fatores, ângulo do quadro, desenho do selim, etc, e para suprir essa “rara” deficiência, os canotes de micro-ajuste utilizam 2 parafusos de fixação, permitindo ajustar milimetricamente a posição de ângulo de selim.

img-Canotes_Mesinha_1_Parafuso

Na maioria dos canotes com carrinho, o aperto ou regulagem é feito através de 1 parafuso Allen.

img-Canotes_Micro-ajuste

Nos canotes “micro-ajustáveis”, o ajuste do ângulo do selim é feito utilizando 2 parafusos contrapostos.

Alguns canotes podem jogar o selim bem para trás, pois o formato alongado do “pescoço” possibilita este posicionamento, quando o quadro tem o tubo superior curto ou foi verificado no Bike Fit essa necessidade, este tipo de canto pode ser usado.

img-Canotes_Comparativo_Avancos

O recurso do avanço “longo” no carrinho do canote pode ser solicitado pelo profissional do Bike Fit em alguns casos.

A maioria dos canotes tem perfil redondo, mas as bicicletas especiais, como os modelos de pista, Triathlon e até Road Bike, utilizam quadros e canotes aerodinâmicos, com formatos de gota ou asa de avião, vencendo a resistência do ar com mais facilidade, ganhando segundos preciosos com o aumento da velocidade média.

img-Canotes_Aerodinamico

Nas bikes de Triathlon e pista, quadros aerodinâmicos utilizam canotes em formato de gota ou asa de avião, facilitando a passagem do ar, aumentando a velocidade.

img-Canotes_Aero_Perfil

No MTB, canotes hidráulicos permitem que os ciclistas alterem a altura do selim sem descer da bicicleta e sem soltarem o guidão. Através de dispositivo remoto posicionado no guidão

Cuidados

Levantar o selim além do limite permitido é um erro grave e muito comum, pois o peso que o ciclista exerce no quadro, quando pega um buraco ou piso irregular pedalando sentado é muito grande, podendo trincar e até mesmo quebrar o quadro na região da abraçadeira de selim. Outra informação importante gravada nos canotes é o “limite mínimo de inserção”, ou seja, o quanto ele deve estar dentro do quadro para ser seguro.
Respeitando essa medida, o canote fica apoiado pelo tubo superior do quadro (Top Tube), e pelos tubos que descem até a roda traseira (Seat Tube).

img-Canotes_Apoio_Necessario

Os canotes devem ser usados respeitando a inserção mínima indicada na peça.

img-Canotes_Insercao_Minima

É correto passar graxa no canote de selim para facilitar sua movimentação no quadro nos momentos de ajuste de altura ou transporte da bike, a graxa branca comum também impede que água, terra e areia jogadas pela roda traseira da bike, dificultando a movimentação do canote e riscando todo o seu perímetro.

img-Canotes_Graxa

Utilizando graxa branca comum, seu canote não risca, não agarra e ainda impede a entrada de água e terra no quadro.

Os canotes e quadros de carbono são mais sensíveis que os modelos de alumínio, cromo molibdênio, titânio e ferro, necessitam aperto exato, proporcionado pelos torquímetros (ferramenta que limita o aperto de um parafuso a um limite programado em Newton – Nm), valor geralmente anotado no canote ou na abraçadeira de selim, algo entre 5 e 6,5 Nm.

img-Canotes_Torquimetro

Para quadros ou canotes de carbono, é importante utilizar o torquímetro para “limitar” o aperto e não danificar as peças.

Outra diferença é a graxa, o tipo certo para peças de carbono tem a função de criar mais atrito entre as partes, por isso essa pasta é composta por micropartículas que lembram a areia, mantendo peças como os canotes, avanços e guidões bem fixos sem ter que apertar muito seus parafusos. O uso da graxa comum nestas peças, além de não ajudar no aperto, podem penetrar nas camadas da fibra de carbono causando sua delaminação (descolamento das camadas).

Os canotes dão a liberdade de ajustar a altura dos selins, tornando possível que ciclistas de diversas alturas utilizem a mesma bicicleta.

Bom pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

2 Comentários

  1. Excelente post!!

  2. Esse Edu é fera , acompanho sempre, tem boas dicas!!! Um excelente profissional.

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter