Dínamo na bicicleta. A Energia vem do cubo

Farol Dínamo antigo

Dínamo é uma máquina para transformar energia mecânica em elétrica, gerando uma corrente contínua através da rotação de uma bobina no interior de um campo magnético gerado por imãs.
Recebeu este nome graças a palavra grega dynamis, que significa força, gerador de eletricidade.

Dínamo antigo gera arrasto

O aspecto do dínamo não mudou muito desde sua invenção, uma bobina interna gera eletricidade, pelo contato com o pneu.

A história dos dínamos nas bicicletas é antiga, em 1888 apareceram as primeiras lâmpadas para faróis de bicicletas alimentadas por um pequeno dínamo, mas a proposta tornou-se viável a partir de 1898, quando o projeto foi ajustado e seguiu sem grandes alterações até os tempos atuais. Estes modelos utilizam um dínamo fixo ao garfo ou quadro da bicicleta, que para ser usado deve ser deslocado no sentido do pneu e através do atrito entre os dois, é gerada eletricidade pela rotação do eixo interno da peça.

A iluminação inicia quando a roda começa a girar, aumenta a intensidade quando mais embalo se consegue e cessa imediatamente ao parar a roda. O sistema gera algum arrasto, pois há contato físico entre as partes (roldana e pneu).

Dínamo gerador de eletricidade para bicicletas

O dínamo convencional, ainda muito utilizado por ciclistas de todo o mundo.

 

Kit completo de dínamo, modelo antigo.

O kit dínamo “modelo antigo”, com suporte, gerador, farol e lanterna.

Novos tempos, novas tecnologias

O novo sistema de dínamo, mais inteligente, protegido e aerodinâmico, fica embutido no cubo dianteiro, gerando e também acumulando parte da energia, permitindo parar a bicicleta sem a perda da iluminação.

Novo tipo de dínamo

Dínamo atual, incorporado ao cubo dianteiro é simples e elegante.

 

Farol dianteiro dínamo

Com o corpo em plástico e lente de policarbonato, o novo farol para dínamo é leve e tem desenho agradável.

 

Cubo dínamo Shimano top de linha

Os novos cubos dínamo, mais leves e com acabamentos iguais aos demais componentes dos grupos urbanos, road e MTB.

Estes novos dínamos são mais leves e eficientes, oferecem menor resistência, pois não há o contato direto das partes envolvidas na geração de energia, os campos magnéticos são gerados por movimento natural da parte fixa e móvel, como eixo de roda e corpo do cubo, condição comum a qualquer cubo sem dínamo.

A vedação é por contato, evitando entrada de água e pó, e os fios possuem conectores para facilitar a instalação e retirada das partes, sem processos complicados, e sem cortar os fios.

Conheça o cubo dínamo

Elegantes

Existem vários modelos, do básico ao sofisticado, com pistas de rolamentos super polidas e velozes, no mesmo nível dos cubos de ciclismo top de linha, como o Ultegra, para raiações de 32 ou 36 furos, com e sem blocagens e nas mesmas cores dos acabamentos dos demais grupos de peças.

Cubo dínamo Shimano

Discreto e robusto, oferece boa proteção contra água e pó.

 

Cubos dínamo para freios a disco

Modelos para freios a disco com fixação pelo centro (center lock) ou com 6 parafusos.

Tamanhos e modelos

Existem cubos para todos os diâmetros de rodas, pois cada tipo percorre determinada quantidade de centímetros por volta, assim, para maior eficiência na produção da energia elétrica esse detalhe deve ser observado. Existem modelos que abrangem rodas de 16 a 28 polegadas, outros de 26 a 28 polegadas e alguns para rodas pequenas, de 16 a 20 polegadas.

São cerca de 60 modelos com uma variação de 1,5 à 3,0 watts de potência.

É possível instalar um desses em uma MTB ou Road Bike sem descaracterizar o estilo competitivo da bicicleta, passando despercebido para a maioria das pessoas, pois esses modelos apresentam características similares aos cubos originais, com flanges (discos laterais de onde saem os raios) e corpo central com diâmetros reduzidos e visual moderno.

Quanto aos freios, é possível manter o sistema original, seja V-brake, Cantilever ou Side Pool, se optar por freios a disco, existem opções com sistemas de fixação por parafusos ou com encaixe central (Center lock).

Atualmente, montadoras como Specialized, Breezer e Velorbis fabricam modelos equipados com estes dínamos, mas por enquanto a Shimano não irá comercializá-los por aqui. Lá fora você pode adquirir esses modelos, gastando de US$ 50 a US$ 130, dependendo do modelo.

Ecológicos

Além dos benefícios citados, os dínamos são ecologicamente corretos pois não utilizam pilhas, baterias ou qualquer elemento químico que quando descartado pode agredir a natureza.
Se você utiliza a bicicleta como meio de transporte, mantenha ligados farol e lanterna mesmo durante o dia, no trânsito sinalize suas intenções e pedale tranquilo.

 

Lanterna traseira funciona com cubo dínamo

Farois e lanternas são alimentados pelo cubo dínamo, de 1,5 à 3,0 watts.

A evolução das bicicletas e componentes é contínua, daí vem a pergunta, o que mais falta inventarem para facilitar nossas vidas, hábitos e diversões?

Fique ligado nos nossos posts diários, na Pedaleria você fica por dentro do universo biker.

Bom pedal!

 

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter