Por dentro das Catracas

Internamente, catracas e freehubs são iguais!

A chegada do cubo com freehub e cassette facilitou muito a vida dos mecânicos e ciclistas que fazem manutenção em suas bicicletas, pois torna mais fácil a desmontagem e montagem do sistema traseiro de transmissão, já que a catraca rosqueada nos cubo é muito difícil de soltar, pois ela aperta no sentido da pedalada.

A manutenção do mecanismo do freehub já foi mostrada nos vídeos da Pedaleria, e até mesmo a ferramenta certa para isso, mas e as catracas? Ainda existe muitas bicicletas (novas e usadas) utilizando catracas, modelos com poucas ou apenas 1 marcha ainda utiliza esse antigo componente, mas você não precisa jogar fora sua catraca ao primeiro sinal de problema!
É verdade, as catracas são componentes baratos, de bikes sem marcha ou bikes de entrada, por isso muitos ciclistas e oficinas opção por troca-las quando começas a falhar.

img_Por_Dentro_das_Catracas_Freehub

Os macaquinhos são são as peças responsáveis pela “pega” das catracas e freehubs, eles é que emitem aquele som característico (tic, tic, tic, tic).

Por dentro, catracas e freehubs (cubo livre) são muito parecidos, uma torre com 2 ou mais macaquinhos ou martelinhos (os nomes podem variar de acordo com a região do país), com a finalidade de engatar na coroa de dentes internos do mecanismo, permitindo transferir a força da corrente para a roda.

Na maioria da vezes o dano interno nas catracas ocorre por desgaste e amassamento das pontas dos macaquinhos, fazendo com que a catraca trave, gire livre para os dois lados ou mantenha todo o sistema de transmissão girando quando empurramos coma a bicicletas, como ocorre nas bikes fixas, outro dano comum é a ferrugem.

img_Por_Dentro_das_Catracas_01

Água em excesso! Ao lavar a bicicleta, deixe-a secar ao sol, depois lubrifique a catraca com óleo para corrente de bicicletas.

Abrindo a catraca
Para abrir uma catraca é necessário girar no sentido horário a tampa que tem 2 furinhos, pois ela possui rosca esquerda (invertida). É mais fácil soltá-la batendo nesses furinhos com um prego de aço, ou punção (pino de aço).
Seu interior revela as mesmas peças dos freehubs, esferas soltas, finas arruelas de ajuste de folga, coroa dentada e torre com macaquinhos.

Manutenção da catraca
Geralmente as catracas são negligenciadas, molhadas durante as lavagens, elas perdem a lubrificação e enferrujam, e esse pó de ferrugem detonas as esferas e pista de esferas, criando folgas, barulho e por fim o travamento. Se tiver que lavar a bicicleta, deixe-a secar no sol por longos períodos, depois pingue 2 ou 3 gotas de óleo de corrente de bicicletas nos dois lados da catraca (no vão entre as partes fixa e móvel). Evite jogar spray desengripante, anti-ferrugem, esses produtos contém desengraxantes e removem totalmente a lubrificação.

img_Por_Dentro_das_Catracas_02

Componentes internos da catraca atacados pela ferrugem.

Para fazer a manutenção na catraca, desmonte-a totalmente, lave com desengraxante ou solvente todas as partes, seque tudo e aplique pouca graxa nas pistas das esferas, apenas o suficiente para que as esferas grudem e você possa finalizar a montagem. Para encaixar novamente a torre dos macaquinhos, feche-os e coloque cuidadosamente no lugar, ajudando com uma chave de fenda fina.
Recoloque todas as finas arruelas e por fim a tampa, girando agora no sentido anti-horário.

O serviço pode ser feito com a catraca instalada no cubo (roda completa), mas para manter tudo na posição será necessário prender a roda pelo eixo em uma morsa ou local com bom apoio e estabilidade.

Bom pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Lubrificação das alavancas Rapidfire

Lubrificação das alavancas Rapidfire

Hoje as alavancas Rapidfire utilizam mecanismos simples, e a manutenção é fácil de fazer. A alavanca de mudanças Rapidfire surgiu em 1990, substituindo o thumbshifter, uma alavanca que fica em cima do guidão, e obriga o ciclista a soltar a manopla pra fazer as...

Carretinha para aumentar a capacidade de carga da bike

Carretinha para aumentar a capacidade de carga da bike

Como fazer uma carretinha para rebocar com a bicicleta? Por mais que a gente queira usar a bike como meio de transporte, como usamos um carro, temos que respeitar as limitações que ela tem, levar certa quantidade carga é uma delas, e não tem nada de mal nisso, a bike...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter