Saiba mais sobre o guidão da MTB

Flat, Riser, Up Sweep e Back Sweep são termos relacionados ao guidão das MTB.

Ao observarmos as mountain bikes notamos que existem diversos tipos de guidões, com alturas e ângulos diversos, curtos, longos, altos ou baixos, e para entender melhor essa questão é necessário conhecer as diversas modalidades do MTB e até o tamanho das rodas, pois as bikes aro 29” por exemplo, utilizam guidões maiores que as bikes 26”, pois é necessário ter mais alavanca para aumentar o domínio da bike, principalmente em trilhas e situações do fora de estrada.
Bikes usadas para passeio e as de Cross Country utilizam guidões menores, entre 54 e 67Cm, considerando até as bike aro 26”, mas  as de All-Mountain, Enduro, Down Hill e Biketrial utilizam modelos bem mais extensos, com até 78Cm de comprimento, pois quanto maior a alavanca, menor é o esforço.

img-Entendendo_os_Guidoes_Tamanhos_01

Modalidades que exigem maior esforço para dominar a bicicleta, utilizam guidões mais extensos.

Hoje temos no mercado vários tipos de guidões, com alturas e curvaturas diferentes permitindo uma série de posturas que atendem usuários e modalidades diferentes. Existem dois termos para descrever os ângulos dos guidões, o Up Sweep é movimento para cima, o quanto as pontas são inclinadas para cima, também conhecido como “quanto ele varre”, e o Back Sweep, que representa o recuo para trás, aquela curvatura suave que possibilita conforto ao segurar no guidão, sem ter problemas nos pulsos, como inflamação de nervos e tendões.

img-Entendendo_os_Guidoes_Up_e_Backsweep

O conforto do Up Sweep ou “curvatura para cima”, é mais notado quando pedalamos em pé, já o Back Sweep “curvatura para trás”, mantém a empunhadura do guidão no ângulo correto.

O guidão pode ser Flat (quase reto), ou Riser (com curvas elevatórias), e existem várias medidas de elevação, que podem ser medidas em centímetros ou em polegadas, de acordo com cada fabricante.
Se o guidão for totalmente reto (sem Back Sweep) a posição dos punhos não é natural, e com um guidão assim o ciclista pode sentir desconforto ao pedalar. É necessário ter essa inclinação para trás, observe a posição natural das mãos, há um pequeno ângulo, ele é voltado para trás quando simulamos a posição de segurar um guidão.

img-Entendendo_os_Guidoes_Posicao_Errada_Maos

Se o guidão for totalmente reto, a posição das mãos é anti-natural, e pode causar lesões.

img-Entendendo_os_Guidoes_Posicao_Correta_Maos

o guidão “Flat” com a correta curvatura combina perfeitamente com com a anatomia de nossas mãos, repare no ângulo em que os dedos saem delas.

img-Entendendo_os_Guidoes_01

Nesta foto, guidões “Riser” com 3, 6 e 9cm de elevação.

Todas essas possibilidades somadas a grande quantidade de modelos de avanços, que também podem ser curtos, longos e em diversos ângulos, torna mais fácil adequar a bike ao seu biotipo, principalmente fazendo o Bike Fit, pois somos todos diferentes, e cada um tem medidas diferentes de tronco e braços.

Ao escolher sua nova bike ou adequar a sua, lembre disso!

Bom pedal!
Agradecimento a Joytech (guidões Promax).

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter