A Caloi 10 Sprint

Caloi Sprint 10. 

A Caloi 10 foi por muitos anos o sonho de consumo de quem gostava de bicicletas nas décadas de 70 e 80. Lançada em 1972, essa bike formou uma legião de ciclistas apaixonados, que começavam a conhecer câmbios, pneus mais finos e postura mais baixa que em bicicletas comuns.

Caloi 10 Sprint

Todo garoto ou adolescente daquela época queria ter uma, pois era muito mais legal que as bicicletas comuns do mercado, Berlinetas, Monaretas e bicicletas de transporte como a Barra Forte e Barra Circular, todas sem marchas.

A primeira bicicleta brasileira com marchas foi a Caloi 10, e com marchas era fácil ganhar as “corridas”, os pegas da garotada nos bairros, e até gerar comentários como: “O cara da Caloi 10 passou aqui no maior pau.”

Em 25 anos de história foram fabricadas milhares de unidades em 15 modelos diferentes, a maioria em aço carbono comum, mas modelos de Cromo Molibdênio e Titânio integram essa lista (Caloi 18 Titânio e Caloi Eddy Merckx).

img-Caloi10-Tomando-Sol

Nesse período, por motivos comerciais e financeiros os componentes mudavam e várias peças que antes eram importadas, passaram a ser nacionais, desagradando os mais fanáticos pela história que se formava atrás do produto.

A Sprint ano 1979

Este lindo exemplar restaurado tem quadro em aço carbono cachimbado (utiliza peças de união ente os tubos), o desenho mais clássico para este tipo de bicicleta, e tem como características manetes com duas empunhaduras, que permitia pedalar segurando o guidão na parte mais alta e ainda assim usar os freios, o que é impossível para manetes comuns das Road Bikes de hoje. Os freios em alumínio modelo center pool, que utiliza dois pivôs e braços articulados puxados pelo centro, davam conta do recado.

Quadro montado com cachimbos

Adesivo comemorativo deste modelo 1979

Manetes de freio funcionais para quem segura no guidão por cima também

Freio dianteiro da Caloi 10

Seu garfo cachimbado com avanço extremamente longo e tubos conificados tem a propriedade de amortecer impactos, pois flexiona de forma imperceptível a olho nu, mas realmente absorve os choques.

Detalhe do garfo

Seu pedivela em três peças (como é chamado o modelo), utiliza chavetas cônicas para prender os braços ao eixo, sistema que se mostrou pouco resistente e suscetível a constantes folgas, dando no futuro, lugar ao sistema de eixo quadrado com braços de aço ou alumínio. As coroas 52/40 vinham protegidas com um grande cobre-coroa cromado e os pedais com refletores e suporte para correias “firma pé” completavam a peça.

Pedivela

Detalhe do pedal com refletor

As rodas com aros de aço tamanho 27 polegadas vinham montadas em cubos de alumínio da marca Sunshine, flange alta e catraca Shimano 5 velocidades (15/24 dentes) com protetor de raios e corrente grossa.

Caloi 10 - Rodas de ferro e aro 27

img-Caloi10-Catraca

img-Caloi10-Blocagem

Os câmbios (dianteiro Spirt e traseiro Honor) são bem “pelados”, facilitando entender a regulagem que limita o avanço do transportador da corrente (os dois pequenos parafusos limitadores), e as alavancas de mudanças não indexadas (sem a precisão de 1 click, uma mudança), ficava na haste da mesa do guidão, sendo eventualmente atingida pelo joelho do ciclista.

img-Caloi10-Cambio-Dianteiro

img-Caloi10-Cambio-Traseiro

img-Caloi10-Trocadores-de-marcha

Os passadores de cabos, suportes onde param os conduites (capas dos cabos de freios e câmbios), que normalmente estão soldados no quadro, na Sprint eram em sistema de braçadeira, podendo ser modificada a posição ou retirado, por isso esse quadro é tão procurado para montar bikes fixas, que não utiliza suportes para cabos.

img-Caloi10-Presilha-Conduite

img-Caloi10-Catraca

Com todos esses detalhes e 42 anos de história, a Caloi 10 é um ícone do ciclismo nacional e envolve uma grande quantidade de colecionadores e restauradores pelo país, agitando o mercado de peças usadas desses modelos.

Tabela de componentes 

Agradecimentos ao restaurador Estéfano Zampierre por emprestar o modelo para as fotos da Pedaleria.

img-Caloi10-Guidao-Mesa

img-Caloi10-Adesito-Seat-Tube

img-Caloi10-Adesivo-10

img-Caloi10-Selim

 

 

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter