Freio a disco mecânico travado?

O freio a disco mecânico travado? Confira o motivo e a solução.

Tem muito ciclista utilizando freio a disco mecânico, e eles funcionam bem, passando aquela fase inicial do ajuste, eles são bem confiáveis, mas como qualquer componente, tem marcas boas e ruins, e na maioria das vezes, quando eles apresentam defeito é por falta de lubrificação, o braço de acionamento não retorna após ser acionado.

Esse é um problema de desgaste (projeto muito simples) ou lubrificação, pois internamente ele tem muitas peças que podem emperrar por estarem muito secas, impedindo que o braço retorno naturalmente com o auxílio da mola.
A pesar das pinças do freio hidráulico não terem praticamente nada dentro, só o óleo e os êmbolos, eles também podem travar para fora (com as pastilhas pressionando o disco) pelo desgaste dos veladores e por riscos e sujeira na área onde o êmbolo se desloca.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_06

Muito popular nas bikes de entrada, os freios a disco mecânicos são encontrados em várias marcas e modelos, com preços diferenciados.

Quando submetidos a lama, poeira e constantes jatos d’água, a lubrificação desaparece, e para manter seu freio a disco mecânico funcionando será preciso desmontá-lo para fazer a manutenção. Para iniciar tire ele da bike, remova essa tampa que ajusta a aproximação da pastilha fixa, removas as duas pastilhas para ter acesso ao êmbolo mecânico, remova também o braço externo de acionamento, ele pode ser apenas uma peça encaixada em um sextavado ou ter uma mola embutida.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_05

Componentes de um bom freio a disco mecânico.

Agora com um alicate de bico fino solte a tampa interna que tem 2 furinhos ou cavidades, é rosca normal (rosca direita), liberando acesso ao interior da pinça. O mecanismo tem 3 esferas soltas posicionadas em cavidades côncavas em ângulo, peça que avança a pastilha quando acionada a manetes de freio. É um sistema bem simples e eficiente, mas aqui tudo tem que estar lubrificado na medida, só não exagere pra não contaminar as pastilhas, nesses pontos e no colar de micro esferas se usa graxa, óleo seria muito perigoso, ele pode escorrer e atingir as pastilhas.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_01

Torre de avanço da pastilha – ao girar a peça há o deslocamento.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_02

Cavidades côncavas em ângulo e esferas soltas – mecânica simples e eficiente.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_03

Micro-colar de esferas – torna macio o acionamento do freio.

Os freios mais sofisticados possuem o colar de esferas na base das de acionamento (peça ligada ao braço externo), e isso torna leve o acionamento do freio e o retorno é mais livre. Basicamente os freios tem o mesmo mecanismo interno, mas com acabamentos e pesos diferentes, existe muita diferença de qualidade entre eles, e isso vale para outros componentes da bike, avalie isso antes da próxima compra, peças muito baratas podem dar manutenção cedo e até quebrarem.

img-Manutencao_Freio_a_Disco_Mecnico_04

Complexo e pesado. Com muitas partes, este freio mistura componentes de acionamento em ferro e alumínio, ocorrendo o desgaste da estrutura antes das pastilhas.

Bom pedal!

Agradecimentos a Biketoor e Ciclo Vila Isa.

#pedaleria #vzan

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter