Oficina comunitária Mão na Roda

A oficina comunitária Mão na Roda dá show de cidadania e amizade!

Muitos ciclistas gostariam de aprender mecânica, fazer suas manutenções, instalar acessórios, dar um trato na bike, mas não possuem as ferramentas e conhecimento para isso.
Seria muito bom poder aprender e ter acesso às ferramentas corretas não é? Mas saiba que isso é possível se você for de São Paulo.

O Ciclocidade é a Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo, a entidade tem 7 anos e a oficina comunitária Mão na Roda é uma de suas realizações. Ciclistas unidos pelos mesmos ideias sentiam falta de um lugar que reunisse a galera, organizasse cicloviagens e resolvessem problemas comuns como entender de mecânica e fazer manutenções.
Tanto aqui no Centro Cultural São Paulo, quanto na sede na Vila Madalena é só chegar e utilizar os materiais e ferramentas, o próprio ciclista faz os reparos, e pode levar suas peças, acessórios que queira instalar, e se não entender muito de mecânica não tem problema, basta pedir ajuda para um dos monitores, os serviços são gratuitos, e o mais legal, lá não aparecem só os marmanjos, as garotas também estão por lá dando um trato nas suas magrelas ou ajudando quem precisa de uma força.

img-Geral_Mao-na-Roda

img-Adesivo_Mao-na-Roda

Adesivo da oficina em uma bike.

O Murilo Moser é um dos monitores no Mão na Roda do Centro Cultural, ele precisou consertar sua bike, usou o serviço e acabou ficando pra ajudar o pessoal, cumprindo uma agenda de revezamentos com outros biker’s.
Iniciativas como essa são muito interessantes, e todo mundo ganha. O primeiro passo é criar o projeto, montar uma Associação ou Ong, se conseguir um apoio, um patrocinador,  pois tem despesas, energia elétrica, a compra das ferramentas, insumos (cabos de aço, esferas, etc), coisas de manutenção.

img-Edu_e_Murilo

Edu Capivara e Murilo Moser – monitor na oficina Mão na Roda do Centro Cultural São Paulo.

Os serviços são gratuitos, mas as caixinhas servem para ajudar a repor os materiais, e existe também uma tabela de preço dos materiais básicos de manutenção.
A proposta do espaço é fazer pequenos reparos, emergências, aprender os macetes da sua bike, mas aquela manutenção pesada após aquela trilha enlameada do final de semana deve ser feita nas oficinas especializadas e até mesmo em casa, pra quem tem todos os materiais e ferramentas.
Mesmo que algumas delas sejam Mountain Bikes, a grande maioria das bikes que circulam na oficina são de uso urbano, homens, mulheres e crianças acompanhadas dos responsáveis aproveitam o espaço (que já está pequeno) para explorar todas as possibilidades da ciclomobilidade, com ações culturais, viagens, ciclorotas, bicicletários e segurança dos ciclistas.

img-Placa_Oficina_Mao-na-Roda

Placas de como utilizar o espaço estão por toda parte, e os ciclistas “mecânicos” de primeira viagem se comportam bem segundo frequentadores e monitores.

Se você gostou dessa idéia, mãos a obra, seja o primeiro a propor isso na sua cidade. Para saber mais acesse a página do Ciclocidade!

http://www.ciclocidade.org.br/

Bom pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter