Geometria dos quadros

A geometria é um segmento da matemática que aborda as leis das figuras e as relações das medidas das superfícies e dos sólidos geométricos. O significado em geral é indicar propriedades relacionadas a posição e forma de objetos em um espaço, considerando ângulos e volumes de sólidos, comprimentos de linhas e áreas de superfície.

Citando apenas bicicletas fora de estrada como MTB, All Mountain e Biketrial, podemos notar uma infinidade de diferenças em tamanhos dos tubos, ângulos de canote (Seat Tube), ângulos de caixa de direção (Fornt Tube), altura e posição do cental no espaço (distância) entre eixos das bikes, tornando suas reações tão diferentes quanto seus formatos, mesmo considerando seus comprimentos parecidos.

Com boa variação de medidas e ângulos de acordo com cada fabricante ou projeto, as bikes de aros 26” a 29” para XC (cross country), All Mountain (enduro) e MTB (passeio/esporte), tem características e reações diferentes não só no peso e equipamentos, mas no próprio amadurecimento ao longo dos anos.

geometria das bikes

Neste desenho você pode observar alguns ângulos e medidas normalmente citados nos manuais técnicos das bikes.

Aro 26” 

Os modelos aro 26” (MTB clássica), com seu (Top Tube) tubo superior alto, e seus ângulos imutáveis e bem ajustados, com 71º no garfo e 73º no seat tube, uma geometria histórica e que se mostra eficiente até hoje. De um tempo para cá os quadros passaram a ter o top tube mais baixo (sloping) “inclinado”, exigindo canotes de selim mais extensos e deixando as bikes mais bonitas, na minha opinião.

Aro 29”

As bikes aro 29” tem como característica central mais alto e menor distância entre eixos, compensando o tamanho maior das rodas. A frente também é alta, principalmente quando equipada com suspensão, mas para compensar utilizam o front tube do quadro com pouca altura, que combinado a uma mesa com angulo negativo, gera uma postura mais adequada e similar a posição de pilotagem da aro 26”. Quanto aos ângulos, existe certa variação de um fabricante para outro, mas ficam em torno de 72º no garfo e 72,5º no seat tube.

All Mountain 26” 

No caso das All Mountain, o central é mais recuado (próximo a roda traseira), e mais alto que o da MTB convencional, a inclinação do garfo mais deitada, chegando a ter 67º, e o seat tube por ser uma full suspension (suspensão total), chega a 74º de inclinação, pois o ciclista pedala em uma posição mais recuada, contando inclusive com avanços (mesa de guidão) bem curtos.

Biketrial

A Biketrial é uma caso a parte, inicialmente concebidas em aros de 20 polegadas, era comum ver praticantes usando mountain bikes de quadros pequenos para esse esporte. A partir de 1994, surgiram modelos aro 26” desenvolvidos com as características necessárias para o Biketrial, e a primeira grande mudança foi a extinção do selim e do canote, deixando mais espaço e menor peso para o conjunto. A segunda maior mudança, foi baixar o top tube, que agora fica quase encostado no down tube (tubo de baixo do quadro). O central fica bem para cima, aumentando o vão livre da bike, e a roda traseira fica bem próxima do que seria o seat tube, mas a roda não veio para frente, foram os tubos superior e inferior do quadro que ficaram mais longos, diminuindo os tubos da traseira (stays).

Observando a sobreposição de imagens, podemos notar as diferenças de ângulos, comprimento das traseiras e principalmente a altura dos centrais.

Observando a sobreposição de imagens, podemos notar as diferenças de ângulos, comprimento das traseiras e principalmente a altura dos centrais.

A geometria é responsável pelas características de desempenho das bikes, mais pacata e confortável (passeio), mais agressiva e instigante (competição), feitas para saltar com facilidade, para manter os pneus sempre no solo, para maior tração e domínio nas curvas, ou para serem conduzidas em pé, atravessando riachos e escalando pedras, seja qual for o estilo ou modalidade, foram muito estudadas e refinadas através dos anos e estão dispostas a nos acompanhar em qualquer caminho.

Bom pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter