Mulheres ciclistas

Para os machistas de plantão, nada pior do que ser ultrapassado na trilha por uma moça e comer poeira em seguida. O recado para eles: “Acostume-se, elas chegaram pra valer e estão com tudo.”

A presença feminina se torna cada vez mais freqüente nas provas, treinos, passeios e eventos ciclísticos, não somente como espectadoras, mas principalmente como ciclistas atuantes e profissionais como a Talita Margonari, uma atleta de performance (assista o vídeo “Florais para ciclistas.“). Elas estão interessadas em condicionamento físico, diversão e adrenalina, e isso acontece no mundo inteiro, chamando a atenção de fabricantes de bicicletas, componentes e vestuário (uniformes, luvas e capacetes), que investem cada vez mais no mercado feminino, lançando todos os anos dezenas de produtos para esta promissora fatia do mercado, agradando a elas e a nós homens.

Mulheres ciclistas

Cuidados especiais para as ciclistas gestantes. Um assunto que gerou uma matéria muito bacana na Pedaleria. Aguarde.

Com fácil acesso a informação, mulheres de todas as idades buscam esse entrosamento com o mundo da bike, seja como mobilidade, esporte ou lazer, entrando cada vez mais neste universo dominado pelos homens a décadas. Muito preparadas, as ciclistas do mundo das competições, seja no mountain bike ou na estrada, não levam desaforo pra casa e não é incomum “despacharem” marmanjos nas trilhas e estradas, provando que o esporte é para todos.

Mulheres ciclistas

Roupas, acessórios, componentes e bikes específicas para nossas donzelas. Mercado aquecido, e charmoso.

As equipes profissionais das duas modalidades possuem atletas de alto nível, competindo aqui, nos mundiais e nas olimpíadas, o que acontece também no BMX, aquecendo o mercado que investe em quadros especiais, com geometria desenvolvida para elas, uniformes com forração diferenciada, levando em consideração a anatomia feminina, luvas e sapatilhas em cores vibrantes e muito anatômicas.

Camista feminina

Camisa feminina, de acordo com a anatomia e especificidades da mulher, além de cores modernas.

O cuidado com as cores, com os desenhos e o estilo é observado em diversos equipamentos, da manopla ao quadro, mas o que chama a atenção mesmo são os uniformes, sapatilhas e capacetes, que utilizam tecnologia de ponta e oferecem conforto e performance além da beleza.

Hoje é muito raro sair as ruas e não nos depararmos com mulheres pedalando, vemos também muito mais casais pedalando juntos, com seus uniformes iguais, mas há também casos em que cada um tem sua preferência e modo de se vestir.  Os grupos de pedal são unisex, mas há grupos compostos exclusivamente por mulheres, com seus uniformes padronizados, chamando atenção por onde passam, mostrando que a vez das mulherada chegou, e não só na ciclovia e ciclo faixa, mas em modalidades extremas como o Downhill e o Biketrial.

Bermuda feminina ergonômica

A maior diferença, claro, está na bermuda, com forração diferente da masculina para proporcionar o máximo de conforto sem perder o estilo.

Devemos agradecer os fabricantes, engenheiros e designers que se preocupam cada vez mais com as mulheres no mundo dos ciclistas, elas embelezam a paisagem quando passam pedalando suas magrelas, se sentem mais confiantes, se exercitam, e são muito competitivas também. A Pedaleria está de olho e preparando uma série de matérias para as mulheres, afinal de contas, elas conquistaram espaço no mundo biker e merecem todo o nosso respeito e admiração.

Boas pedaladas!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter