Alimentação e níveis de pedalada

Alimentação para os diferentes níveis de pedaladas – Leve, moderada e NERVOSA!

O ciclismo é uma modalidade esportiva de grande exigência física e nutricional, onde a alimentação e hidratação são de extrema importância para um melhor rendimento e bem-estar durante e após a atividade física.

O consumo correto de carboidratos é muito importante, pois são eles que vão fornecer e garantir o estoque de energia para o músculo (glicogênio muscular), sendo que esta ingestão deve ocorrer pré e após atividade sempre e, dependendo do nível da pedalada, durante também será necessário. O que varia é quantidade desta ingestão, pois depende da necessidade individual de cada indivíduo e da intensidade da atividade realizada.

Isotônicos para ciclistas

A refeição pré atividade deverá ser baseada em carboidratos complexos de baixo a moderado índice glicêmico (aqueles digeridos e absorvidos lentamente), como os alimentos com maior teor de fibras: pães, biscoitos e cereais integrais, e esta refeição deverá ser feita 1 hora antes da pedalada.

Se a intensidade da pedalada for de moderada a baixa, e possuir duração de até 1 hora, durante a atividade basta tomar água. É importante não esperar o final da primeira hora para se hidratar, pois neste momento, o organismo já estará sofrendo algumas dificuldades derivadas da desidratação.

Porém, se a atividade for intensa, com duração superior a 1 hora, apenas a água não será suficiente, pois o organismo sente necessidade de alguns nutrientes, e é necessário ingerir, juntamente com a água, carboidratos, na forma de gel ou repositores hidroeletrolíticos.

img-suplementos-carbonup

O objetivo de reposição durante a atividade é ajudar na manutenção da glicemia sanguínea, e algumas opções são:

Opção 1: Gel de carboidratos
Opção 2: Bananada – duas bananadas (30g) são equivalentes a um gel de carboidrato
Opção 3: Bebida esportiva (isotônico)

Bananinha

No ciclismo de longa distância (80 km) ou acima de duas horas, além do gel de carboidrato ou bebida esportiva e água, também devemos repor um pouco da proteína, com bebidas com carboidratos e proteínas, barras de proteínas ou sanduíches de frios/queijo magro (mistura de carboidratos e proteínas).

Após o exercício, a ingestão de carboidratos visa repor os estoques exauridos e garantir um padrão anabólico. Portanto, imediatamente depois da atividade física, devem ser utilizados carboidratos de fácil absorção, associados com fonte de proteínas para uma recuperação rápida.

Opção 1: sanduíche ou tapioca de queijo magro com peito peru
Opção 2: iogurte + fruta + aveia
Opção 3: shake de whey protein + fruta

Frutas
Barrinhas de proteína

A alimentação será de extrema importância independentemente da intensidade da pedalada (leve, moderada ou intensa), porém deve-se lembrar que a quantidade para cada um irá variar. Atividades de maior intensidade vão requerer uma quantidade superior de alimentos variados, ricos em carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais. Procure uma nutricionista para adequar sua alimentação conforme suas necessidades.

Você pode se interessar também pelos posts sobre suplementação alimentar e isotônicos. Dê uma conferida.

Um abraço.

<a href="https://pedaleria.com/autor/laranatacci/" target="_self">Lara Natacci</a>

Lara Natacci

Lara Natacci é nutricionista (CRN 5738), Mestre em Ciências pela USP, Especialista em Nutrição Clinica Funcional, Especialista em Distúrbios do Comportamento Alimentar pela Université de Paris 5 René Descartes e diretora da Dietnet Assessoria Nutricional, autora de livros como "Anorexia, Bulimia e Compulsão Alimentar", "Dietbook Terceira Idade", "Dietbook Gestantes", "Dietbook Júnior" e "Dietbook – Respostas às Dúvidas mais Comuns sobre Alimentação e Saúde".

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter