Como deixar uma MTB mais leve?

Sua mountain bike mais leve. Como? Vale a pena?

Para quem curte trilhas técnicas, circuitos travados e provas tipo Short Track, sabe o quanto é importante uma bike leve e bem ajustada, e pensando nisso, “tunamos” uma Orbea Alma M30 27,5″, uma MTB hard tail (só suspensão dianteira), com quadro de carbono, modelo de entrada desse padrão, uma bike que pesa, ou pelo menos pesava 12,1Kg.

Tirando peso da bicicleta

Tirando algumas peças e substituindo outras, sua bike de Cross Country pode render muito em circuitos técnicos e travados.

Para aliviar peso em uma mountain bike é necessário mexer nela toda, mas tem um item que normalmente pesa bastante, a suspensão dianteira. Neste caso resolvemos abrir mão do conforto do amortecimento e tiramos a suspensão Fox 32 Float, que pesa 1,8Kg, e colocamos um garfo rígido de fibra de carbono de apenas 600 gramas, e em um único componente conseguimos aliviar 1.2Kg de peso, e justamente na frente da bike.

MTB mais leve

O garfo rígido de fibra de carbono pesa apenas 600 gramas, aliviando a bike em 1.2Kg.

Como se trata de uma bike aro 27,5″, que rende quase como uma aro 29″, podemos deixar apenas a coroa intermediária no pedivela, fato comum em bikes com rodas grandes, utilizadas para trilhas ou competições do tipo Cross Country, então alteramos a relação original com coroas de 40, 30 e 20 dentes para apenas a coroa de 30 dentes, e lá se vão mas 125gr.

Aliviando peso da mountain bike

Além de aliviar peso, a bike ganha mais vão livre usando apenas a coroa intermediária.

Já que a bike tem agora apenas uma coroa, retiramos a alavanca de mudança Rapidfire dianteira, cabo, conduíte, e também o câmbio dianteiro, aliviando a bike em mais 310Gr. Antes ela tinha 30 marchas, agora apenas 10, com cassete de 11 a 36 dentes, mas o ideal é ter um Cog (pinhão traseiro) de 42 dentes para subidas longas.

Sem rapidfire e câmbio, uma MTB mais leve

A retirada da alavanca de mudanças e câmbio dianteiro aliviou a bike em 310 gramas.

Coroa única dispensa o uso do câmbio dianteiro.

Coroa única dispensa o uso do câmbio dianteiro.

Uma pequena redução de peso foi conseguida com a troca da corrente, mais pela necessidade (já estava na hora mesmo) do que pelo alívio de peso. Sai a corrente original e entra a corrente KMC X10 SL, com pinos e links vazados, que trabalha melhor o escoamento de lama, e reduziu o peso em 20gr.

corrente mais leve

Correntes vazadas nos pinos e nos elos são mais leves e trabalham melhor nas pista enlameadas, pois a lama escoa facilmente.

O conjunto canote e selim também foi alterado, sai o canote com fixação do selim através de um grosso parafuso central, e entra o canote Ritchey com dois pequenos parafusos para fixar e ajustar o novo selim DDK R30 Speedway que pesa 234gr enquanto o original pesa 342gr, aliviando a bike em mais 108 gramas só no selim. Assim, a bike de doze quilos e cem gramas pesa agora dez quilos e trezentos gramas.

Canote e selim mais leves

A escolha de canote e selim leves podem ajudar na redução geral de peso, o selim DDK R30 pesa 234 gramas.

Orbea Alma M30 original

Orbea Alma M30 aro 27,5”, a mais simples com quadro de fibra de carbono. No padrão original, pesa pouco mais de doze quilos.

Mais leveza, menos conforto

Aliviada em 1.8 Kg, a bike está pronta para enfrentar pistas técnicas onde agilidade e leveza contam mais que conforto.

Dá para aliviar ainda mais, não mexemos nas rodas, que poderiam receber niples de alumínio, cassete mais leve e até raios trefilados (mais finos no centro e mais grossos na curva e na rosca), ou até mesmo raios de titânio, mas toda redução de peso custa caro, você deve fazer as contas e verificar se vale a pena, já que bikes top de linha são ainda mais leves mesmo mantendo a suspensão dianteira.

Essa foi a dica Pedaleria para transformar uma MTB comportada em uma máquina afinada, uma MTB mais leve!

Bom pedal!

 

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter