Montando pneus Tubeless em casa

Conheça o passo a passo da montagem de pneus sem câmara

Para montar pneus Tubeless existem várias técnicas e também várias marcas de produtos entre selantes, fitas e bicos, e para te ajudar a fazer isso em casa sem um compressor, a gente ensinou como fazer um acumulador de ar com garrafa Pet, porque durante a montagem, é necessário expandir rapidamente o pneu para que ele vede qualquer passagem de ar.

img-MTB_02

Pedalar com calibragem mais baixa aumenta o conforto e o domínio da bike, principalmente em curvas e pisos irregulares.

As vantagens de rodar com pneus Tubeless são pelo menos 3, dificilmente você terá que remendar um furo, o selante faz isso automaticamente, dá pedalar com calibragem mais baixa sem fazer aqueles furos duplos conhecidos como mordida de cobra – quando o próprio aro faz 2 cortes na câmara depois de uma pancada em algum obstáculo.

img-Montando_Tubeless_A

Pneu com o líquido selante.

img-Montando_Tubeless_01_Vantagem

Ao usar pneus Tubeless, a calibragem pode ser mais baixa sem o risco do duplo corte na câmara, conhecido como “mordida de cobra”.

Usar calibragem mais baixa deixa a bike mais confortável e melhora muito a tração e curvas em terrenos difíceis.
A terceira vantagem é a redução de peso, que pode chegar a 150Gr por roda. Parece pouco, mas já explicamos as vantagens de aliviar o peso rotacional, a bike embala mais depressa, dá pra sentir isso nas retomadas de velocidade.

img-MTB

Para que o serviço fique perfeito e você consiga usar todas as vantagens desse sistema, é importante que o pneu e o aro sejam Tubeless. Sabemos que dá pra fazer isso com aros e pneus normais, usando uma câmara de bike aro 20 cortada, etc, é uma adaptação, mas fazendo isso você perde pelo menos 2 vantagens, não há redução de peso, e não dá para usar uma calibragem tão baixa quanto no verdadeiro Tubeless, pois o pneu pode descolar do aro e esvaziar de uma vez.

img-Pneu_Convencional

Pneus convencionais ficam soltos nas rodas, eles se apoiam nas laterais do aro com a pressão que a câmara de ar faz.

O pneu convencional não se encaixa no aro, ele se apoia na lateral do aro, quem mantém ele ali na posição de uso é a pressão exercida pela câmara de ar, no Tubelees existe realmente o encaixe do pneu no aro, e é necessário muita pressão para fazer isso, dá até um estalo quando ele encaixa!

img-Desenho_Compara_Tubeless_e_Convencional

Então vamos fazer a instalação! O primeiro passo é lavar tudo para não contaminar o selante e também para retirar qualquer detrito que impeça o perfeito encaixe do pneu no aro.
Vamos usar água e detergente, uma esponja no aro e uma escova mais dura no pneu, lavando inclusive a borda externa do talão, e toda a área interna.

img-Montando_Tubeless_01

Novo ou usado, o pneu deve ser bem lavado para não contaminar o selante.

Com tudo bem seco, iniciamos a vedação do aro, as rodas da Vzan vem com os bicos e com as fitas de vedação. Duas voltas são o suficiente. Você pode usar uma fita isolante de boa qualidade para fazer isso, mas tome cuidado ao fazer o furo para passagem do bico, se ele pode ficar rebarbado poderá vazar, use uma ferramenta com a ponta bem arredonda ou cônica para cortar a fita que sobrepõe o furo para passagem do bico no aro.

img-Montando_Tubeless_02

Os bicos para Tubeless são desmontáveis, dá para injetar o selante por eles.

img-Montando_Tubeless_03

Existem diversos sistemas de vedação para aros furados, fitas adesivas, cintas de borracha e até mesmo fita isolante pode ser usada.

Agora temos que encaixar o pneu, e é bem difícil, ele entra muito justo, então a gente pode encaixar ele usando a câmara de ar da forma convencional, pelo menos 1 lado fica perfeitamente encaixado, já que teremos que abrir para tirar a câmara e colocar o selante.
Com um lado pronto, instalamos o bico, ele tem a base com formato cônico para evitar vazamentos, mas o difícil é encaixar o outro lado do pneu, ficam muitos vãos, e as vezes não dá pra encher nem com compressor.

img-Montando_Tubeless_04

Pneu Tubeless encaixado usando uma câmara de ar. Pelo menos 1 lado já fica pronto. Retirando a câmara e colocando o líquido selante, resta apenas 1 lado para encaixar

O macete aqui é afastar as bordas do pneu, e para isso a gente usa uma tira de espuma com a largura desta cavidade do aro. Dá para comprar essa espuma nos depósitos de materiais de construção, elas são para vedar janelas e ar condicionado, e já vem com fita adesiva, mas eu preferi cortar uma espuma que estava por aqui, o efeito é o mesmo, impedir que o pneu feche.

img-Montando_Tubeless_06

A fita de vedação auto-adesiva pode ser usada na cavidade interna do aro, ajudando a manter o pneu bem rente ao aro, facilitando a montagem inicial.

img-Montando_Tubeless_05

Cortando uma tira estreita em espuma de 5mm de altura – mesmo efeito da fita comprada!

Não tenha receio da espuma absorver o selante e dar algum tipo de problema, com o giro da roda a força centrífuga faz o selante sair da espuma e ficar no pneu!
Cole as pontas da espuma no aro com fita adesiva, faça isso ao lado do bico, ou se preferir, sobreponhas as pontas, agora encaixe o outro lado do pneu, deixando uma pequena abertura para colocar o selante.
A quantidade de selante que devemos usar depende do tamanho do pneu e da marca do selante, as embalagens ou sites trazem estas informação.

img-Montando_Tubeless_Espuma

Colando espuma comum na cavidade do aro, o pneu se mantém apoiado na lateral, sem correr para o centro do aro, dificultando sua finalização.

img-Montando_Tubeless_07

O selante pode ser colocado pelo bico ou pela abertura lateral do pneu.

img-Montando_Tubeless_08

A quantidade de selante varia de acordo com o tamanho do pneu e indicação do fabricante, leia as instruções contidas na embalagem do selante.

Coloque ar no pneu usando um compressor ou acumulador de ar, 20 ou 30 PSI são suficientes nessa fase. Agora temos que fazer o selante percorrer todo o espaço interno do pneu e do aro, então não tenha pressa e respeite o tempo limite de espera durante o processo, alguns movimento devem ser feitos 3 vezes de cada lado, e o descanso de 5 minutos entre estas fases deve ser feito com a roda deitada, veja quais são os movimentos.

img-Montando_Tubeless_10

Ao colocar o selante e fechar o pneu, dê um giro simples de 360º.

img-Montando_Tubeless_09

Agora gire a roda devagar mantendo ela inclinada. Faça isso nos 2 lados.

img-Montando_Tubeless_Jogando_Roda

Jogue a roda no chão algumas vezes, o impacto espalha o selante com força!

img-Montando_Tubeless_12

Alternando posições, bata a roda no chão sem aplicar muita força, essa manobra movimenta o pneu no aro. Repita esse passo no outro lado da roda.

img-Montando_Tubeless_13

Girando a roda para alternar a posição, chacoalhe para cima e para baixo.

img-Montando_Tubeless_11

Após o descanso, repita estes 3 últimos passos mais 2 vezes, totalizando 15 minutos de descanso.

Outra informação importante, você não deve sair socando, fazendo trilha pesada com saltos e derrapagens no mesmo dia, dependendo da marca do selante, ele estará 100% pronto pra uso radical em aproximadamente 1 semana, então é muito importante ler as recomendações de cada fabricante sobre o produto.

Os pneus Tubeless são muito usados em todo tipo de competição fora de estrada, e agora também está presente nas Road Bikes.

Bom Pedal!

 

 

 

 

 

 

 

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter