Aprendo o Back Jumping

A tradicional manobra do Biketrial pode ser feita também na MTB

Já faz um bom tempo que no Biketrial os obstáculos são superados com a bike empinada, e para mante-la assim é preciso muita coordenação motora, pois é preciso controlar o freio, as arrancadas de pedal e ter muito jogo de corpo para manter o equilíbrio.

Somente quem faz ou tenta fazer essa manobra sabe, é difícil e demorado para aprender, e mesmo explicando e entendendo, o corpo ainda leva um tempo pra assimilar e colocar todos os passos na ordem e tempo corretos.

img-Back_Jumping_02

A transposição dos obstáculos no Biketrial é feita 90% do tempo com a bike empinada, é mais fácil e cansa menos que trabalhar com as duas rodas apoiadas.

img-Back_Jumping_03

Ao dominar o Back Jumping, você usa a mesma técnica para o Drop – saltar dos obstáculos.

Depois que a gente aprende (e decora), fica fácil fazer, mesmo com bicicletas de outras modalidades, BMX, MTB e Road Bike, mas se você tem a possibilidade de aprender na bicicleta de Trial, é mais fácil, ela tem uma geometria que favorece o equilíbrio, pneus largos, guidão alto e freios poderosos.

Para iniciar, escolha um espaço aberto, sem nada pra atrapalhar, se for em uma leve subida é melhor, pois dá pra controlar melhor a velocidade da bike.

Nós já ensinamos como empinar a bike, e as duas manobras são muito parecidas no que diz respeito ao controle de freio, equilíbrio e pedaladas, portanto, se você não viu, vale a pena dar uma olhada no vídeo.

Será preciso encontrar a inclinação perfeita da bike, o ponto neutro entre a queda para trás ou a volta da roda dianteira para o chão, treine montando na bike já empinada, você fica trás dela segurando os freios, e coloca um pé no pedal de cada vez. Nas próximas tentativas, regule a altura da roda dianteira para melhorar seu ponto de equilíbrio.

img-Back_Jump_04

1– Levante a frente da bike e breque; 2– Levante um pouco a pedivela e mantenha o tronco para trás; 3– Solte o freio e dê uma arrancada curta com a pedivela jogando o corpo para cima, ao cair, trave o freio e mantenha o equilíbrio sem descer a frente da bike. Repita os passos para todos os saltos.

Para dar os pequenos saltos para frente você deve puxar o guidão para levantar a roda dianteira (pode ser no braço ou no pedal), breca mantendo a frente no ar, volta um pouco a pedivela, solta o freio e dá nova pedalada (arrancada curta), nessa arrancada você joga o corpo pra cima, tirando a roda traseira do chão, breca novamente, levanta a pedivela…

img-Back_Jumping_01

A manobra pode ser feita na MTB, mas o espaço para “o jogo de corpo” é mais limitado, o Top Tube o e selim alto exigem maior precisão do ciclista.

Faça isso quantas vezes puder, e tenha paciência, erros de coordenação irão acontecer. Essa manobra não se aprende em poucos minutos, ela requer tempo e dedicação, e é manobra básica no Biketrial. No MTB dá pra usar ao atacar obstáculos a baixa velocidade, saltar de estruturas, caçamba de picapes, ou se divertir mesmo, pois habilidades conquistadas não se perdem.

Treine sempre equipado e em local adequado.

Bom Pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter