Reforçando a raiação das rodas

Se as rodas estão frágeis, o problema pode ser a raiação!

Rodas fora de centro, uma coisa tão comum que pode acontecer em qualquer bike, e que incomoda principalmente quem tem freios atuando nos aros, como as Road Bikes e Mountain Bikes com V-brake. Se você já mandou alinhar as rodas algumas vezes e o problema persiste, bate aquela vontade de trocar os aros, mas saiba, o problema pode estar na raiação da roda.

img_Amarrando_Raios_Centralizacao

Centralização de rodas: O trabalho é perfeito quando todos os raios estão na mesma tensão de aperto.

As rodas são um dos componentes que mais sofrem esforço, seja num salto, pegando um buraco ou até no sprint forte elas podem ficar desalinhadas. Cada modalidade tem seu tipo de roda, formado por cubos, raios e aros adequados ao projeto da bike, e há uma diferença enorme entre eles.

As bikes de passeio utilizam aros de parede simples, em formato de “U”, com raios que se cruzam 2 vezes no caminho entre o cubo e o aro, mas nas bikes de competição ou da linha sport, os raios podem se cruzar 3 ou 4 vezes nesse espaço, e quanto mais se cruzam, mais fortes elas são. Os cubos de flange grande possibilitam esse tipo de montagem, utilizando raios mais longos é possível inclinar mais “o par vizinho”, fazendo um raio passar praticamente sobre a cabeça do outro, gerando uma roda bem forte, mas isso não é tudo, a tensão igual entre todos os raios ajuda na durabilidade do conjunto.

A “porca” que une o raio ao aro é o niple, e seu aperto na medida exata garante a mesma tensão entre todos os raios. Quem já tentou alinhar uma roda torta sabe, é muito difícil conseguir a mesma tensão em todos os apertos dependendo do estrago, para trazer o aro de volta ao ponto certo sobrecarregamos o aperto de um determinado niple, e isso é muito ruim.

Se você pedala forte, salta, faz manobras radicais ou é um ciclista pesado, provavelmente já teve problemas com as rodas, mas dá pra fortalecer o conjunto sem ter que trocar os aros, desde que eles sejam bons, de preferência o modelo parede dupla.

img_Aro_Parede_Dupla

Os aros de parede dupla são os mais fortes, e neste modelo para Biketrial é possível ver as duas paredes.

Utilizando fios de cobre e um pouco de estanho dá pra “amarrar” os raios e fortalecer as rodas. Com esse trabalho, o comprimento “móvel”  do raio diminui, é como se a flange (parte do cubo de onde saem os raios) fosse maior, com cerca de 15cm de diâmetro.
Atenção, antes de começar, as rodas devem estar perfeitamente centradas, no capricho.

img-Amarracao_Fio

Utilizando fio de arame ou cobre, imobilize cada cruzamento dos raios, finalizando com solda estanho.

img_Amarrando_Raios_Solda_Estanho

Tirando a capa de um pedaço de fio elétrico residencial, separe 1 fio (fino), com cerca de 8cm de comprimento. Enrole esse fio no último cruzamento entre dois raios (longe do cubo), dando voltas horizontais e até verticais, finalizando a fixação com um pouco de estanho. O acabamento pode ser natural ou pintado, se preferir, utilize uma caneta do tipo permanente, é mais rápido!

img_Amarrando_Raios_Materiais

Para fazer a amarração dos raios utilize um pedaço de fio elétrico, estanho e ferro de solda, é um trabalho de paciência que vale a pena!

img-Raios_Amarrados_Perfeitos

Trabalho perfeito executado com arame fino e estanho, para raiação de inox.

Esse trabalho é executado de forma impecável e quase invisível em algumas oficinas, mas no meu caso, uso a MTB nos obstáculos do Biketrial, e prefiro uma amarração com mais voltas e mais solda, mesmo que ela fique mais aparente!

Se você que saber mais sobre os tipos de aros e suas aplicações, clique aqui.

Bom pedal!

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter