Como montar uma Road Bike

Veja o passo a passo para montar sua bicicleta de estrada em casa

Você gosta de Road Bike e não dá pra comprar uma pronta, mas também não quer comprar uma usada, que tal montar uma nova do zero?

img-Montando_Road_Bike_01

Como a grana está curta, muita gente compra as peças aos poucos, escolhe um quadro, o grupo de peças, e não vê a hora de ter tudo pra poder começar a montagem.
Neste vídeo a gente mostra exatamente isso, a nossa Road Bike é de entrada, será equipada com o grupo Shimano Claris de 16 velocidades e alguns componentes PRO.

img-Montando_Road_Bike_08

Grupo Shimano Claris de 16 velocidades.

Como já falamos nos vídeos montando a MTB e a BMX, pra fazer isso em casa você tem que ter as ferramentas básicas, chaves para cassette e movimento central são insubstituíveis, mas já mostramos alguns truques para ferramentas alternativas, um parafuso 5/8 por 7 polegadas para fazer o papel da prensa de caixas de direção, a porca 1.1/2 polegadas para encaixar a pista no garfo, e até mesmo o cavalete de manutenção, mas se preferir, você pode comprar ou leva em uma oficina pra instalar apenas aquele componente mais complicado, os links das ferramentas alternativas são estes:


img-Montando_Road_Bike_02

img-Montando_Road_Bike_05

A prensa para instalar caixas de direção, pode ser substituída por uma parafuso 5/8 com 7 polegadas de comprimento, e algumas arruelas.

img-Montando_Road_Bike_06

Para instalar a pista no garfo, é necessário usar um tubo socador, mas a porca de 1 polegada e meia é perfeita para esse trabalho, ela apoia bem e distribui as pancadas do martelo por igual.

O primeiro passo é escolher quadro e garfo, e tem muitas opções e preços no mercado. A bike que eu vou montar é de entrada, mas serve de referência pra você que montar uma mais sofisticada, pois a instalação dos componentes e ajustes é sempre muito parecida.

CAIXA DE DIREÇÃO, GARFO E AVANÇO
A primeira etapa de qualquer montagem desse tipo é instalar tudo que dá suporte a outros componentes, então comece pela caixa de direção o garfo, avanço e canote de selim. Na sequência as rodas, colocando pneus e câmaras e instalando o Cassette no cubo traseiro, e pra fazer isso será necessário usar a chave certa, um soquete estriado.

img-Montando_Road_Bike_03

O mercado está abastecido de quadros e garfos para bicicletas de estrada, eles podem ser em alumínio ou carbono.

img-Montando_Road_Bike_04

Inicie pelas peças que dão suporte a outros componentes, fica mais fácil!

MOVIMENTO CENTRAL E PEDIVELAS
Outro componente que requer ferramenta especializada é o movimento central, a pedivela Shimano Claris tem eixo integrado, ou seja, ele já vem preso no braço direito, o das coroas, o central é oco, são caixas com rolamentos, e a chave certa é outro soquete estriado, mas esse é bem maior!
Fora isso, as ferramentas são chaves allen 4 e 5mm, chave 15mm para os pedais e chave Phillips para ajustar os câmbios, e uma boa bomba pra encher os pneus, que nas Road Bikes fica na média de 100/110PSI.

img-Montando_Road_Bike_07

1 – Instale as caixas de direção na mão, a ferramenta entra só no aperto final;
2 – Use um guardanapo de papel entre a caixa e o soquete, isso evita riscos na peça;
3 – Encaixe a pedivela Integrada com o eixo lubrificado;
4 – Instale o braço esquerdo da pedivela, fazendo o ajuste de pressão através da porca de nylon, depois aperte os 2 parafusos allen M5 para finalizar.

ALAVANCAS DE DUPLO COMANDO – STI
Como a gente já montou os componentes que dão suporte a outras peça, agora na segunda etapa vamos iniciar pela instalação das alavancas de mudança e câmbios. Essas alavancas de duplo comando acionam freios e câmbios, na mesma peça, e a posição delas no guidão requer um bom olho ou medidor de ângulo.
Com a bike no chão e apoiando um medidor de ângulo na parte de cima guidão e na parte reta da manete, tem que dar zero ou até no máximo 5º, aí é só dar uma olhadinha no alinhamento (olhando por cima), e apertar o parafuso de fixação.

img2-Montando_Road_Bike_01

O ângulo ideal para as manetes (STI) no guidão, fica entre zero e 5º.

Olha que interessante, nas MTBs a gente consegue esticar ou soltar os cabos dos câmbios até com a bike andando, dá pra fazer isso nos Rapidfire, no Revoshift, mas nas alavancas das Road Bikes não dá, e o ajuste dessa tensão do cabo é feita direto no cambio traseiro, da mesma forma que nas MTBs, mas para o câmbio dianteiro tem um esticador no meio do caminho do conduite que sai do STI, e a posição ideal pra ele é próximo da frente do quadro (Headtube).
No grupo Sora, os cabos saem por aqui, eles não são embutidos assim, e aqui nessa saída tem esticador, mas assim é mais bonito, mais limpo o visual!

img2-Montando_Road_Bike_02

Quando o STI tem conduites embutidos, o esticador do cabo do câmbio dianteiro, é uma pequena peça no primeiro segmento de conduite saindo da alavanca.

CÂMBIOS
Ao escolher o câmbio dianteiro, verifique se a medida da braçadeira corresponde a medida do tubo do quadro, pois existem 2 medidas, o 31,8mm, que já vem com um redutor para 28,6 e o maior, 34,9 para quadros com canotes de maior diâmetro.

img2-Montando_Road_Bike_03

Existem 3 medidas para a braçadeira do câmbio dianteiro, a 31,8, que alguns modelos já vem uma bucha redutora para 28,6mm, e a maior, com 34,9mm, para quadros com canotes de maior diâmetro.

Na instalação do câmbio dianteiro, a posição do transportador da corrente com relação a coroa maior, fica com um vão de mais ou menos 3mm, mas os câmbios Shimano vem com um adesivo indicando a posição, com o desenho dos dentes da coroa como referência, aí fica mais fácil instalar. Olhando por cima você verifica o alinhamento da peça, bem paralela a coroa.

img2-Montando_Road_Bike_04

O vão entre o transportador da corrente e a coroa, é de mais ou menos 3mm, o adesivo indica a posição exata da instalação.

CORRENTE
Pra medir o tamanho da corrente você coloca a corrente na maior coroa e no maior pinhão (cog), sem passar pelo câmbio traseiro, a corrente deve se sobrepor 2 links, abra a corrente retirando um pino, e pra fazer a emenda nas correntes Shimano, use o pino longo, depois de instalado, é só quebrar o excesso.

img2-Montando_Road_Bike_05

A emenda das correntes Shimano é feito com um pino longo passante, após sua instalação com a chave de corrente, quebre o excesso de pino usando um alicate.

Com a corrente instalada, vamos regular os câmbios. O primeiro passo é pedalar pra experimentar, e pra fazer as trocas, nem precisa usar as alavancas, dá pra mover o câmbio traseiro com a mão!
Olhando por trás dá pra ver o alinhamento da roldana superior com o menor e com o maior pinhão, se precisar ajustes, você faz isso usando os pequenos parafusos “L” e ‘H”. Outro detalhe importante é a tensão do cabo, fez uma mudança na alavanca e não houve a troca, cabo frouxo, fez uma mudança e subiram 2 marchas, cabo esticado demais, esse tipo de ajuste dá pra fazer nos esticadores até um certo limite, a gente tem um vídeo especifico sobre tudo isso no nosso canal, “Como ajustar os câmbios da Bike”.

img2-Montando_Road_Bike_06

Para regular o câmbio traseiro, inicie verificando se há alinhamento do menor e do maior cog com a roldana superior do câmbio, esse ajuste é feito nos parafusos L e H.

FREIOS
Como a gente já mediu os conduites que saem do guidão, agora é só finalizar o esticamento de cabo, mas antes coloque as sapatas de freio na posição, verificando se não pegam nos pneus no momento fa frenagem.
Para ajustar a centralização do freio no quadro e no garfo, utilize uma chave de boca de perfil chato, a porca de 13mm fica entre o quadro e o freio.

img2-Montando_Road_Bike_07

FITA DE GUIDÃO
Comece enrolar a fita pela ponta do guidão, com metade da fita pra fora, cada volta cobre no máximo metade da largura da fita, e chegando nas manetes você faz o X que o Tiago ensinou em um vídeo sobre essa instalação.
O arremate final é com a fita isolante, e em cima dela a fita adesiva com a marca do produto.

img2-Montando_Road_Bike_08

Ao instalar os pedais, use graxa nos eixos, e atenção com o lado de cada um! O pedal direito, com a letra “R” tem rosca normal, horária, e o esquerdo é o “L”, tem rosca contrária, anti-horária, aperte com chave 15, se não tiver uma chave mais longa.
Alguns modelos tem entrada para chave Allen 6mm.

Finalizamos a montagem com o ajuste do selim. Como esse ajuste é básico, sem fazer Bike Fit, posicione o carrinha inicialmente no meio do curso das hastes, coloque a bike no chão e com um nível deixe ele bem na horizontal, aperte o pasrafuso e está pronta a nosso Road Bike.

img2-Montando_Road_Bike_09

Sem fazer o Bike Fit, fica difícil localizar a posição ideal do selim no carrinho do canote, uma posição mediana pode ser mantida até experimentar a bike.

img2-Montando_Road_Bike_10

Com a bike no chão e utilizando um nível, acerte o selim deixando ele na horizontal.

Então é isso pessoal, fazendo com cuidado, sem pressa e com poucas ferramentas específicas, dá pra fazer esse trabalho em casa, minha primeira MTB montei em cima da minha cama, com ferramentas simples!
Se preferir, leve todas as peças e o quadro na sua oficina de preferência.

LISTA DE PEÇAS UTILIZADAS NESSA BIKE:

Quadro e garfo Road em alumínio
Grupo Shimano Claris R2000 – 2017
Alavancas de duplo comando 2×8 velocidades, câmbio dianteiro, câmbio traseiro, pedivela com eixo integrado, movimento central BB-RS500 Hollowtech II , freios side pull, cassette HG50 8V. corrente CN-HG98
Componentes PRO
Guidão Pro LT 420mm, alumínio
Avanço ProLT 100mm 6 graus positivo/negativo, alumínio
Caixas de direção Pro RS11 semi-integrada 44mm
Canote Pro LT 30,9mm x 400mm, alumínio
Selim Pro Falcon
Braçadeira de selim Pro com blocagem, 34,9mm
Pedais Clip PD-R540
Fita de Guidão Velo
Rodas Vzan Clamber 700 Clincher
Câmaras de ar Schwalbe 700×25
Pneus Schwalbe Durano Plus 700×25
PESO 9.3Kg

Bom Pedal!

 

 

 

 

 

 

 

 

<a href="https://pedaleria.com/autor/educapivara/" target="_self">Edu Capivara</a>

Edu Capivara

Edu Capivara é Delegado Internacional do Biketrial no Brasil desde 1991 e introdutor do esporte em meados da década de 80. É amigo pessoal de Pedro Pi, o inventor do Biketrial e de toda a cúpula da BIU (Biketrial International Union) . Profundo conhecedor do mundo da bike, começou suas aventuras em modalidades como o BMX e o Mountain Bike no início desses esportes no Brasil. Já participou de campeonatos mundiais de biketrial pelo mundo todo, inclusive do primeiro, em 1986 na Europa.

Veja mais

Crescendo no ciclismo com saúde

Crescendo no ciclismo com saúde

Muitos ciclistas querem criar uma rotina de treinos visando participar de competições, mas fazer isso sem orientação acaba levado esse ciclista a outro tipo de rotina, vários dias se recuperando das lesões causadas pelos excessos. Seja um ciclista amador, ocasional,...

Porta objetos para bike

Porta objetos para bike

Existem vários tipos de bolsas para quadro, mas também dá pra fazer modelos personalizados Quando repaginamos a Monark Barra Circular,  eu fiz um porta objetos redondo porque combina com o desenho da bike, agora eu quero propor outros modelos, para quadros...

Repaginamos a Monark Barra Circular

A Barra Circular é uma bike clássica, pau pra toda obra mas que merece um upgrade para virar bike conceito No passado, as bicicletas eram modelos únicos, tinha a masculina e a feminina, e eram usadas para tudo, serviam para o transporte, lazer e competição. Com o...

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se em nossa Newsletter